07jan
Em: 07/01/2021

Dados divulgados pela Firjan apontam crescimento entre os meses de julho e novembro do ano passado

A indústria do Estado do Rio de Janeiro começa a dar fortes sinais de recuperação após o tombo econômico provocado pela pandemia do novo coronavírus. De acordo com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o setor recuperou 51% dos postos de trabalho que haviam sido perdidos nos meses mais afetados pela crise. Foram abertas cerca de 18 mil vagas, entre os meses de julho e novembro do ano passado, o dobro do que havia sido perdido entre março e junho de 2020. Os primeiros sinais de uma retomada fundamental para Estado e municípios.

O segmento, que contempla indústria de transformação, extrativa, construção e serviços industriais de utilidade pública, cravou o quinto mês seguido de contratações em novembro, com 3.286 vagas abertas. A construção abriu 891 novos postos; confecção de artigos do vestuário e acessórios mais 520; manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos outros 462, e fabricação de produtos alimentícios mais 347 novas vagas.

Para o deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), as medidas e ações adotadas pela Câmara tiveram papel decisivo nessa retomada, e os esforços para que a retomada econômica se consolide serão ainda maiores em 2021.

– Trabalhamos muito para que a desoneração da folha de pagamento fosse estendida até o fim de 2021. É uma medida fundamental para que trabalhadores e empresas não sofram tanto com os efeitos da pandemia. Além disso, tramita na Câmara Projeto de Lei, de minha autoria, que cria o Programa Primeira Oportunidade e Reinserção no Emprego (PRIORE), que visa a geração de postos de trabalho a jovens entre 18 e 29 anos e pessoas acima dos 55. Ações importantes para a retomada econômica do nosso estado e do Brasil – afirma Christino Áureo.

Demais setores

Quando a análise envolve todos os segmentos econômicos, os números do mês de novembro chamam a atenção na abertura de postos formais de trabalho: 32.673 novas vagas. Em outubro, foram 16.089, também acima de setembro (9.449) e agosto (5.230). Todas as regiões do Estado do Rio tiveram saldo positivo de contratações em novembro, levando em conta todos os setores econômicos

No Norte Fluminense, foram 154 novos empregos. A Região Noroeste apresentou 287 novas vagas, com destaque para o município de Itaperuna. Entre julho e novembro, a cidade abriu 442 novos postos de trabalho, com destaque para os setores da indústria e construção, com 397 novas vagas.

A atividade econômica que mais puxou a retomada de empregos na região foi a confecção de peças de vestuário. Os municípios de Italva (256 vagas) e Bom de Jesus do Itabapoana (136) se destacam quando os dados englobam os meses de janeiro e novembro do ano passado. Em Italva, a indústria é o segmento que mais contratou: 181 novos postos de trabalho.