28dez
Em: 28/12/2020

Relatado pelo deputado, Projeto de Lei levará muitos benefícios ao interior do Estado do Rio

O Projeto de Lei 5191/20, que cria o Fundo de Investimento Agro (FIAGRO), relatado pelo deputado federal Christino Áureo (PP-RJ), foi aprovado na Câmara dos Deputados nesta semana. O PL tem como um dos principais objetivos ampliar fontes de financiamento do setor agropecuário. É uma alternativa importante de fundo imobiliário voltado para o segmento. Agora, o tema será analisado pelo Senado Federal. Membro da diretoria da Frente Parlamentar da Agropecuária, Christino Áureo teve participação muito importante para que a matéria avançasse entre os parlamentares.

– É um projeto que está ancorado na lei que criou os fundos imobiliários urbanos, de 1993. Composto por uma cesta de recebíveis do Agro. O FIAGRO vem para revolucionar a forma de financiamento da produção agroindustrial, antes da porteira, dentro da porteira e depois da porteira. Chega para cumprir papel importantíssimo de libertar recursos controlados, com taxas equalizadas, para a produção familiar e para a pequena produção – afirma o deputado.

Com atuação marcante no setor, desde a época em que esteve à frente da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento do Interior do Estado do Rio, Christino Áureo vê, com a aprovação do FIAGRO, muitas de suas batalhas serem vencidas, em benefício dos produtores rurais fluminenses. O Projeto de Lei proporcionará muitos avanços para o setor: haverá recursos para financiar a produção agrícola, pecuária e agroindústrias. Além de desenvolver a conectividade rural, manter as estradas vicinais e melhorar a infraestrutura do campo.

– Os investidores terão segurança para dotar o interior de infraestrutura rural e muitos outros benefícios. Estamos juntando o conceito de fundo imobiliário também com recebíveis do Agronegócio. Isso vai nos proporcionar uma posição interessante de fazer com o que já dá muito certo no ambiente urbano, por meio dos fundos imobiliários, que têm hoje quase um milhão de investidores, também aconteça no interior – acrescenta Christino Áureo.

Avanço no campo

De autoria do deputado Arnaldo Jardim, o Projeto de Lei possibilitará que o investidor conheça o campo e as muitas possibilidades que lá existem. Assim, será possível, segundo Christino Áureo, que esse investidor leve recursos para uma atividade que necessita de financiamento, principalmente porque, ao serem liberados recursos do crédito rural tradicional para o pequeno produtor, também serão melhoradas as condições de financiamento geral da Agricultura no Brasil.

– Enquanto muitos países estão atrás de subsídios de seus tesouros, a FPA, no Brasil, propôs, em um momento em que o país precisa se reencontrar com o desenvolvimento, encontrar caminhos de financiar a sua produção de maneira moderna, bem orientada. E isso o FIAGRO fará – conclui o deputado.